Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais

As hepatites virais são um problema mundial para a saúde pública. Embora possam ser causadas por diferentes vírus, elas apresentam sintomas similares, dificultando seu diagnóstico sem o uso de exames específicos. A seguir você vai conhecer mais sobre essas afecções.

No dia 28 de julho é comemorado o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais. A celebração objetiva a criação de políticas públicas para o aumento da conscientização da população sobre a doença. As hepatites virais – tipos A, B e C, mais comuns no Brasil – são causadas por vírus. Segundo o Ministério da Saúde, 70.671 brasileiros morreram de 2000 a 2017 de causas associadas à hepatite.

O que são hepatites?
Trata-se de doenças que se caracterizam por um processo inflamatório no fígado, podendo ter origem infecciosa ou não. As hepatites infecciosas são causadas por vírus que acometem preferencialmente o fígado, sendo classificadas em hepatites A, B, C, D e E.

A transmissão das hepatites B, C e D se dá por via parenteral. Transfusão de sangue, compartilhamento de instrumentos perfurocortantes contaminados (instrumentos cirúrgicos, seringas, agulhas, entre outros) e relação sexual são meios de aquisição destes tipos de hepatite. Já as hepatites A e E são transmitidas pela ingestão de água ou alimentos contaminados pelos vírus eliminados nas fezes das pessoas doentes.

Fatores de risco
Estão relacionados aos agentes causadores da doença, dentre eles destacam-se:

  • Não receber as vacinas contra as hepatites A e B se houver indicação;

Hepatites A e E:

  • Compartilhar escovas de dentes;
  • Consumir água e alimentos contaminados;

Hepatites B, C e D:

  • Não usar material de proteção individual ao lidar com produtos biológicos;    
  • Não utilizar preservativos nas relações sexuais;
  • Compartilhar objetos contaminados, como agulhas para uso de drogas injetáveis, equipamentos de tatuagem ou material de manicure;
  • Uso de material cirúrgico contaminado e não-descartável;

Sintomas das hepatites virais
Muitas vezes a doença não apresenta sinais e sintomas claros, mas logo após a aquisição da infecção, podem aparecer febre, mal-estar, dor no corpo, náuseas, vômitos e coloração amarelada na pele e nos olhos (icterícia). Em casos raros, o vírus pode causar uma hepatite fulminante, com comprometimento grave do fígado, podendo levar a óbito.

Hepatites B e C X Câncer de Fígado
A infecção crônica por vírus das hepatites B e C é considerada importante fator de risco para o câncer de fígado, tanto pela ação direta do vírus, como pela evolução para cirrose hepática. De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 500 mil habitantes podem estar infectados atualmente pelo vírus do tipo C, responsável por 76% dos óbitos relacionados a hepatites.

Diagnóstico e Tratamento das Hepatites Virais
Geralmente, exames de sangue investigam a presença do vírus, sendo o diagnóstico realizado mediante técnicas que pesquisam anticorpos contra os vírus (IgG e IgM). Contudo, testes moleculares (PCR), que pesquisam no sangue o material genético do vírus, podem ser recomendados em alguns casos.

Cada tipo de hepatite requer um tratamento apropriado. No caso da hepatite A, habitualmente não é necessária a prescrição de medicamentos específicos, sendo adotadas medidas com o objetivo de aliviar os sintomas. No entanto, as hepatites B e C geralmente são tratadas com medicamentos antivirais adequados a cada um dos vírus.

Consulte sempre o seu médico e conte com a gente para cuidar da sua saúde.

Outras Notícias

Aleitamento Materno – Agosto Dourado

A amamentação é uma das melhores estratégias para salvar vidas infantis e melhorar a saúde e o desenvolvimento econômico e social dos indivíduos e das nações. Vale ressaltar que o profissional de saúde deve sempre informar sobre a importância da amamentação e apoiar a resolução materna. O suporte à mulher que amamenta é fundamental para a manutenção do aleitamento materno.

Webmeeting Centro de Infusões

Doença inflamatória intestinal e Covid-19: implicações em pacientes adultos e pediátricos

Hereditariedade das condições clínicas tratadas por infusões. É possível saber se meu filho também será acometido?

Ao receber o diagnóstico de uma doença grave, os pais sempre ficam aflitos para saber se ela é hereditária e qual a probabilidade de afetar os seus filhos. Para entender melhor essa questão, é preciso definir quais são as doenças tratadas por infusões que podem ser hereditárias.

Campanha Cuide com Todo Coração

Ele está com você desde o primeiro instante. Acompanhando a sua trajetória pelas batidas. Pulsando a cada nova etapa, conquista, sensação. E agora, mais do que nunca, você deve entendê-lo. Prevenindo-se para que o amanhã seja sempre melhor. Por isso vamos falar desse órgão tão importante nos próximos dias, para que você aprenda ou continue a cuidar dele com todo o seu coração.