O que você precisa saber sobre o coronavírus (SARS-COV-2)?

Conheça as principais informações sobre o Coronavírus (SARS-COV-2)

Dr. Celso Granato, nosso médico infectologista e diretor clínico, traz as principais atualizações sobre o novo coronavírus. Assista, entenda e compartilhe:

Saiba qual é a situação atual dos casos:

Como se prevenir?

Quando procurar um médico?


Devido ao excesso de informações compartilhadas sobre o coronavírus (SARS-COV-2), algumas dúvidas podem surgir, conheça os principais mitos:

Existe uma vacina disponível.
Mito. Até o momento não há vacina para o novo Coronavírus. O desenvolvimento de uma vacina já está em andamento e pode levar meses para ser concluída.

Para se proteger do Coronavírus você deve tomar óleos essenciais, água salgada, etanol, vitamina D, ozonioterapia, ou outras substâncias.
Mito.
Essas práticas, além de poderem ser perigosas para a saúde, não protegem contra o Coronavírus. As melhores maneiras de se proteger contra são:

  • Lavar as mãos, utilizando água e sabão;
  • Usar álcool gel;
  • Evitar contato próximo com pessoas que estão espirrando ou tossindo;
  • Ao espirrar, cobrir a boca com a dobra do cotovelo.

Pessoas que estão com o vírus, mas sem os sintomas não podem transmitir a doença.
Mito.
Pessoas assintomáticas ou com poucos sintomas podem transmitir o vírus. Porém, a carga viral e o potencial de contagio são menores.

Animais domésticos podem propagar o Coronavírus.
Mito.
Até o momento, não há evidências que animais domésticos como cães e gatos possam ser infectados com o Coronavírus. De qualquer forma, é importante lavar as mãos com água e sabão sempre que entrar em contato com os pets, devido a outras afecções.


Cuidados com a saúde da sua família

Desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que a situação da infecção pelo coronavírus (COVID-19) passou a ser uma pandemia (quando uma epidemia ocorre em vários lugares do mundo ao mesmo tempo), você, seus familiares e amigos passaram a receber e divulgar muitas informações, grande parte delas sem fundamento, aumentando a ansiedade e a busca por soluções nem sempre adequadas.

Ao realizar pequenas medidas preventivas de maneira coletiva, é possível proteger a saúde de todos. Mesmo que você não pertença ao grupo de risco, formado por idosos com mais de 60 anos, portadores de doenças crônicas e pessoas em tratamentos especiais, é fundamental que faça a sua contribuição, não só para preservar a sua saúde, mas também a da sua família e de todos ao seu redor.

  • A gente sabe que não pensar ou falar sobre o assunto é difícil, porém utilize apenas fontes confiáveis. Não compartilhe conteúdo de origem desconhecida e oriente os seus familiares a fazerem o mesmo.
  • Tenha em mente as atitudes de prevenção e compartilhe bons hábitos.
    • Lavar bem as mãos, utilizando água e sabão.
    • Usar álcool gel.
    • Evitar contato próximo com pessoas que estão espirrando ou tossindo.
    • Ao espirrar, cobrir a boca com a dobra do cotovelo.

  • Procure ficar em casa, respeitando a sua saúde e a de todos e, quando for necessário sair, adote horários alternativos para evitar aglomerações.
  • Sempre que puder, faça as compras emergenciais para idosos e as pessoas que também pertencem ao grupo de risco. Essa é uma forma de cuidar de você, de quem você ama e de quem precisa de ajuda.
  • Evite as festas de família e amigos. As comemorações e reuniões devem ser remarcadas, mas fique tranquilo, não faltarão oportunidades.
  • As crianças podem ter muitas dúvidas. E por isso é muito importante ser transparente, explicar a situação e os cuidados que serão tomados a partir de agora.

Cuide da sua saúde e de sua família, e caso sinta sintomas como febre, tosse, coriza ou falta de ar, fale com o seu médico de confiança.


O surgimento da infecção causada pelo coronavírus (COVID-19) trouxe o medo e a ansiedade para as pessoas de uma maneira geral. Tentar lidar com esses sentimentos pode ajudar a você e aos seus familiares a atravessarem essa fase de uma maneira menos intensa.

  • Procure cuidar do seu corpo e mente. Inspirar profundamente e expirar de forma lenta, alongar-se, meditar, alimentar-se de forma saudável, são algumas das sugestões.
  • Tente descontrair-se, seja através de um livro, jogos de tabuleiro ou filmes e seriados nos dispositivos disponíveis.
  • Conecte-se e converse com pessoas nas quais confia, dividindo seus medos e anseios. Mas, não dissemine informações de fontes não seguras.
  • Sempre que possível, faça pausas ao assistir, ler ou ouvir notícias sobre essa pandemia, incluindo mídias sociais. Ouvir repetidamente pode ser perturbador.


Quais são as recomendações para o isolamento domiciliar, nos casos suspeitos em situação clínica leve e estável?

  • Limitar todas as atividades fora de sua casa, exceto para obter assistência médica.
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Evitar tocar olhos, nariz e boca.
  • Não compartilhar pratos, copos, xícaras, utensílios de cozinha, toalhas, roupas de cama ou outros itens com outras pessoas da casa. Depois de usar esses itens, lavá-los cuidadosamente com água e sabão.
  • Limitar as pessoas em casa àqueles que prestam cuidados. Restrinja os visitantes que não precisam estar em casa. Outros membros da família devem ficar em outra sala ou serem separados da pessoa doente o máximo possível. A pessoa com suspeita deve usar um banheiro separado, se disponível.
  • Limpar superfícies como balcões, mesas, maçanetas, louças, banheiros, telefones, teclados, tablets e mesas de cabeceira pelo menos uma vez por dia.


Você sabe como utilizar a máscara da maneira correta?

As máscaras só são eficazes quando utilizadas em conjunto com a lavagem frequente das mãos:

  1. Antes de colocar uma, higienize as mãos com água e sabão
  2. A máscara deve cobrir a boca e o nariz, não devendo haver espaços entre ela e o rosto
  3. Substitua a máscara por uma nova quando esta estiver úmida
  4. Nunca reutilize uma máscara
  5. Para removê-la, retire a parte de trás, não tocando a frente da máscara
  6. Jogue-a fora assim que tiver retirado, lavando as mãos em seguida