Saiba como combater a infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR)

A Turma da Coragem convoca todos os papais e mamães, com o Fleury Infusões, para uma missão. Leia a matéria e entenda como derrotar o novo vilão

Durante os meses de maio a setembro é preciso ficar atento ao Vírus Sincicial Respiratório (VSR), pois sua incidência aumenta nos grupos de risco e, se não tratado, pode levar a complicações como a bronquiolite.

Porém você pode estar se perguntando o que é o Vírus Sincicial Respiratório (VSR), certo?

Ele é um vírus que ataca as vias respiratórias, em especial os brônquios e pulmões, com a maior prevalência em crianças e bebês. Segundo a Associação Americana de Pediatria, fazem parte dos grupos de risco para desenvolver formas graves da doença: os bebês prematuros, os bebês comdoenças cardíacas congênita e/ou bebês com doenças pulmonares.

Além dos fatores acima, o tabagismo passivo, ambientes pouco ventilados e o desmame precoce também auxiliam o desenvolvimento do VSR. A transmissão ocorre por meio de secreção respiratória como tosse e espirros ou por meio de objetos infectados pelo vírus por exemplo, brinquedos e maçanetas. Portanto é preciso ter atenção quanto à prevenção através da higienização das mãos, evitar contato com pessoas doentes e manter os ambientes ventilados, evitando assim um possível contágio.

Quais são os sintomas da infecção pelo VSR?

A infecção pelo VSR pode ser assintomática, mas quando apresenta sintomas, eles são semelhantes aos de um resfriado comum, por exemplo, secreção nasal, espirros, tosse seca, febre baixa e dores de garganta e de cabeça. Se a doença progredir e não for tratada rapidamente, a infecção pode alcançar o trato respiratório e alguns sinais mais preocupantes podem surgir, como a febre alta, recusa alimentar, tosse intensa, chio no peito, e até mesmo lábios arroxeados e esforço respiratório pela baixa oxigenação do pulmão causada pelo vírus.

Para evitar esta infecção existe um medicamento que se chama Synagis, indicado pelo pediatra para as crianças que fazem parte do grupo de risco. Este medicamento será aplicado em cinco doses, uma para cada mês, de forma consecutiva. É importante saber que o período de aplicação é apenas de março a agosto e os bebês que nascerem nesse meio tempo devem tomar a primeira dose já no hospital.

Na unidade Paraíso contamos com a presença do pediatra Fleury Kids e uma equipe especializada nesse tipo de aplicação, para garantir a segurança necessária para vocês, papais e mamães, e proporcionar o melhor conforto ao seu filho nesse momento tão delicado. Essa é uma missão que todos nós precisamos enfrentar juntos.

Para mais informações sobre o VSR ou a aplicação do medicamento, faça-nos uma visita ou entre em contato. 

Fleury Paraíso: Rua Cincinato Braga, 282 - Bela Vista

Telefone: (11) 5035-2121

Whatsapp: (11) 9 6606-4249


Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 18h. 

Caso prefira, mande um e-mail para [email protected]

Outras Notícias

Cuidado Integrado para Empresas

Empresa mais tradicional de diagnósticos do mercado brasileiro, Grupo Fleury cria serviço de consultoria que auxiliará companhias na retomada de atividades com soluções que envolvem etapa de testagem diagnóstica de colaboradores, consultoria médica para definição de protocolos de segurança de saúde e coordenação de cuidados com aplicação de telemedicina e prontuário eletrônico

Segunda Opinião Gratuita - Grupo Fleury

Conheça o projeto gratuito de cooperação para segunda opinião da equipe de médicos especialistas em laudos de tomografia e radiografias de tórax do Grupo Fleury.

Vacine-se contra a gripe no Fleury

O Fleury disponibiliza a vacina quadrivalente contra a gripe, uma vacina inativada que protege contra quatro diferentes vírus influenza.

Mitos e verdades no tratamento por infusão

Dúvidas nunca faltam quando você começa um novo tratamento. Como em todas as situações novas, por vezes você se sente inseguro e busca informações na internet ou troca ideias com pessoas próximas, para entender melhor o que enfrentará. O mesmo ocorre com o tratamento por infusão, cuja recomendação médica vem se tornando mais frequente a cada dia; pois, resultado de pesquisas científicas comprovam, cada vez mais, os benefícios da terapia biológica no controle dos sintomas, em doenças crônicas autoimunes.