Saiba mais sobre a tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada (TC) é uma técnica que revolucionou a forma como os profissionais de saúde veem o interior do corpo humano. Essa tecnologia avançada fornece imagens detalhadas em cortes transversais, sem sobreposição de estruturas.

A tomografia é um exame diagnóstico que combina raios-X e processamento computacional para criar imagens detalhadas. Ela é frequentemente utilizada para visualizar ossos, órgãos internos, tecidos moles e vasos sanguíneos em alta resolução.

Ao contrário dos raios-X convencionais, que produzem imagens bidimensionais, a TC permite uma visualização tridimensional, fornecendo informações cruciais sobre a forma, tamanho e localização das estruturas internas.

Assim, é possível explorar detalhadamente estruturas internas e identificar alterações, proporcionando diagnósticos mais precisos e auxiliando a definição de tratamento.

Sempre consulte o preparo e informações sobre esse exame com a nossa central de atendimento ou clicando aqui.

Todas as informações contidas aqui são de caráter informativo, não devendo ser utilizadas como diagnóstico ou substituição de uma consulta com médico especialista.

Como funciona a tomografia computadorizada?

A tomografia computadorizada envolve a aquisição de uma série de imagens transversais finas, conhecidas como "cortes", que são então combinadas para criar uma reconstrução tridimensional do corpo.

Durante o exame, o paciente é posicionado em uma mesa que desliza para o interior de um dispositivo chamado tomógrafo. Esse aparelho emite uma série de raios-X através do corpo em ângulos diferentes, enquanto detectores capturam a quantidade de radiação que atravessa os tecidos.

Um computador reúne esses dados e os transforma em imagens detalhadas, que são exibidas em um monitor.

Quando a tomografia computadorizada é recomendada?

A tomografia computadorizada é uma ferramenta valiosa para uma ampla variedade de condições médicas.

Pode identificar fraturas ósseas, hemorragias internas e danos nos órgãos após um trauma. Avalia o sistema musculoesquelético de forma geral, como braços, cotovelos, ombro, coluna lombar, bacia, coxa, pernas, joelhos e tornozelos.

A técnica permite a visualização detalhada de tumores, auxiliando na detecção, caracterização e monitoramento do crescimento. Também revela a presença de placas nas artérias, aneurismas e outras doenças vasculares.

É usada também para diagnosticar doenças no pulmão como embolia pulmonar, câncer e outras condições pulmonares.

Outro exame muito comum é a TC de abdome total, tanto no homem quanto na mulher, para detectar problemas renais, hepáticos e, no caso das mulheres, também ginecológicos.

Antes de cirurgias complexas, a tomografia computadorizada pode ser um exame auxiliar para um planejamento cirúrgico mais preciso.

Principais tipos de tomografia computadorizada

Tomografia computadorizada convencional

Utiliza um tubo de raios-X em formato de anel que gira em torno do paciente, enquanto a mesa se move gradualmente. Essa abordagem produz imagens de alta qualidade, mas requer mais tempo de exame para a aquisição completa dos dados.

Tomografia computadorizada helicoidal (ou espiral)

Nesse método, o tubo de raios-X gira continuamente em torno do paciente enquanto a mesa também se move, criando um movimento espiral. Isso permite uma aquisição mais rápida das imagens, o que é particularmente útil para pacientes que não conseguem permanecer imóveis por muito tempo.

Tomografia computadorizada multislice

Também conhecida como tomografia de múltiplas camadas, essa técnica utiliza múltiplos detectores de raios-X dispostos em um anel para capturar várias fatias de imagem simultaneamente. Isso resulta em uma maior velocidade de aquisição e uma resolução ainda melhor das imagens.

Uso de contraste na tomografia computadorizada

O contraste na tomografia computadorizada (TC) pode ser utilizado para melhorar a qualidade da imagem, permitindo maior visualização dos órgãos internos. Dependendo da indicação clínica, poderá haver a necessidade de utilizar o contraste no exame de tomografia computadorizada.

O uso de contraste na tomografia é feito há bastante tempo e, de modo geral, é considerado seguro. Na TC, os tipos de contraste mais utilizados são os iodados. No dia do exame, será verificado o histórico do paciente, bem como a história de possível antecedente alérgico ao contraste.

Preparo e restrições para a tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada (TC) é um exame que, dependendo da área a ser examinada, precisa de um período prévio de jejum. Para TC de abdome, por exemplo, são necessárias 4 horas de jejum.

Se o médico recomendar o uso de anestesia, é preciso jejuar por 8 horas antes da execução do exame.

De forma geral, pede-se para retirar brincos, jóias, pingentes e piercing. Por conta da radiação, a realização de TC é evitada durante a gestação, a não ser em casos muito específicos.

Agende sua tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada precisa ser previamente agendada e cada tipo de TC pode ser feita em uma unidade diferente. Entre em contato com a Central de Atendimento Fleury e agende agora mesmo seu exame de imagem na unidade Fleury mais próxima de você.

Para sua comodidade disponibilizamos o agendamento online, clique no botão agendar no site Fleury e escolha a melhor opção para você. Você pode optar por agendamento via WhatsApp ou Messenger.